ACESSIBILIDADE

-A

A

+A

MENU

09/06/2022

Meio ambiente inicia tratativas para parceria com empresa de refratários

Foto: Divulgação

A Secretaria de Meio Ambiente (Semam) iniciou tratativas com a empresa Magnesita Refratários Ltda. para realizar parceria de contribuição mútua. A proposta é a produção de mudas nativas no Horto Florestal para restauração e recomposição de áreas de APP e áreas degradadas  do entorno da mineração e da indústria. Em contrapartida, a empresa oferece reestruturação com equipamentos, insumos, além de mão de obra.

 

Segundo o secretário da Semam, Edno César da Silveira, a Secretaria foi convidada a participar da Audiência Pública sobre o Projeto de Renovação de Licença de Operação da Mina Bela Vista, localizada no Município. O evento foi realizado pela Superintendência Estadual de Meio Ambiente e organizado pela Magnesita. A solicitação foi feita pela Organização Não Governamental Associação para Gestão Ambiental do Triângulo Mineiro (Angá) e o Ministério Público do Estado de Minas Gerais. A comunidade afetada diretamente pela atividade também foi convidada a conhecer e discutir o estudo de impacto ambiental da empresa.

 

De acordo com Edno, a título de recomposição florestal e contrapartida em razão do impacto exercido pela atividade, especialmente nas áreas do entorno da mineração e da indústria, a empresa precisa fazer investimentos na área de meio ambiente. Desse modo, a proposta seria de a empresa investir no incremento do Horto Municipal, melhorando as instalações, estruturando a produção em maior escala, com equipamentos e mão de obra. Ele acredita que o projeto estará sendo iniciado no segundo semestre desse ano.

 

A expectativa inicial é produzir 20 mil mudas de espécies nativas do cerrado por ano. A chefe da Seção do Horto Florestal, Amanda Andrade, informou que será realizado um levantamento amplo das necessidades do Viveiro, seja de infraestrutura, mão de obra e veículos.

 

A Magnesita é a maior empresa de refratários (materiais de altíssima resistência) do mundo. Para a sua produção é necessária argila refratária calcinada que é retirada, no caso de Uberaba, da Mina Bela Vista, localizada em fazenda com o mesmo nome às margens da BR-050, Km 124, sentido Uberaba/Uberlândia. Após ser beneficiada, é encaminhada para o processo industrial na unidade localizada em Ponte Alta. Posteriormente é enviada para Contagem (MG) onde é transformada em refratário utilizado na indústria de aço e cimento, “Hoje a produção da argila de Uberaba é essencial para o ciclo de abastecimento da fábrica”, disse o coordenador ambiental de Mineração da Magnesita, Carlos Eduardo Rodrigues de Souza.

 

Junto à mineração, explicou, são necessárias recomposições do solo numa profundidade de 1m a 2,5m de profundidade, onde é retirada a argila para recuperação da vegetação. Além disso, são realizados monitoramentos hídricos e de qualidade do ar. Em Ponte Alta, o trabalho é de monitoramento da área florestal em torno do empreendimento, além da recomposição do entorno do ribeirão Ponte Alta.

OUTRAS NOTÍCIAS

0800 940 0101

Todos por Uberaba

0800 942 3160

Saúde Atende

156

Ouvidoria-Geral

Atendimento ao público: 12h às 18h

Av. Dom Luiz Maria Santana, 141 - Santa Marta - CEP.: 38061-080 - Uberaba/ MG - Tel.: (34) 3318-2000

CODIUB © 2022 GOVERNO MUNICIPAL DE UBERABA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.